sexta-feira, 19 de novembro de 2010

AS TICS NAS ESCOLAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
FACULDADE DE EDUCAÇÃO
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
ENSINO FUNDAMENTAL /SÉRIES INICIAIS
PROFESSORA: MARISTELA MIDLEJ
CURSISTA: JOSÉ NILDO SANTANA

Na contemporaneidade, as escolas tem ampliados os equipamentos tecnológicos, com o objetivo de melhorar o trabalho do professor e oportunizar ao aluno aula dinâmicas e atrativas. Então, além de giz, lousa e dos livros didáticos, os professores já possuem equipamentos tecnológicos, para o uso pedagógico em seu cotidiano.

As escolas tem se equipado com: TV, aparelhos de DVD, retroprojetor, computador, entre outros equipamentos tecnológicos, no entanto, o professor passa a ter uma variedade de recursos que irão ajudar a desenvolver o trabalho pedagógico. Porém, a maioria não faz uso desses recursos, por não saberem usá-los, os que já possuem um certo do minio, as vezes, não conseguem, inovar suas aulas elaborando atividades pedagogias, outros utilizam a internet, mas não consegue utilizar a mesma como recurso educativo.

Em nossa escola, uma boa parte dos alunos estão chegando com um bom conhecimento sobre o uso de muitos equipamentos tecnológicos, e se deparam co professores que ainda não possuem nenhum domínio, e os mesmos, são pressionados pelos próprios alunos que estão bem mais informados que os mestres.

Diante dessa situação, os professores precisam correr atrás do prejuízo, devem deixar de lado o medo, buscar se informar e estar sempre atualizado com a tecnologia. Os educadores tem um papel importante nesse3 processo de inovação tecnologia nas escolas, porém, mesmo não tendo conhecimento de tudo, precisam saber mediar e valorizar os conhecimentos pedagógicos de seus alunos.

Os educadores precisam esta abertos para aprender com seus alunos, e em algumas situações, precisarão deixar de ser ''o dono do saber'' e trocar de papel com o aluno. Através da socialização de conhecimentos, o professor poderá criar estratégias para inovar o seu fazer pedagógico utilizando a tecnologia da informação e comunicação.

Um comentário:

Anônimo disse...

NOVO OLHAR SOBRE A MATEMÁTICA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Abril 2011,
www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2011/124-edicao-93--abril/1189-novo-olhar-sobre-a-matematica

MÁRIO SERRA - ENGENHEIRO, MATEMÁTICO E AMAZÔNIDA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Ano XXVIII Nº 120. Agosto e Setembro de 2014,
http://www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2014/152-2014-08-01-17-25-17/1618-2014-08-04-14-34-28

RENATO PINHEIRO CONDURÚ (Belém-Pa, 25/08/1926 - 23/06/1974), ENGENHEIRO-MATEMÁTICO PARAENSE: INDO DO GUAMÁ ALÉM DO VAL DE CÃES ( solicite por e-mail: jbn@ufpa.br)

ALGUMAS MULHERES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E QUESTÃO DE GÊNERO EM C & T.
http://sitiodascorujas.blogspot.com.br/2013/06/mulheres-na-matematica.html

CONSTANTINO MENEZES DE BARROS I - MATEMÁTICO QUE LIGA O PARÁ/BR AOS MAIORES CENTROS DO MUNDO E COMPARÁVEL AOS GRANDES ÍCONES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA (II a V não publicados, disponível por e-mail), (Óbidos-Pa, 19/08/1931, Rio de Janeiro-RJ, 06/03/1983), Ex-Docente UFF e UFRJ,
www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2149-vida-e-obra-de-constantino-menezes-de-barros

PROFESSORA SANTANA: Candidata a Melhor Docente do Ensino Básico Paraense, Blog Chupa Osso, 23 Junho 2013, www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2453-proessora-santana-candidata-a-melhor-docente-do-ensino-basico-paraense

SABER MATEMÁTICO E CULTURA INDÍGENA, blogue da AICL, 20 de Setembro de 2011,
http://coloquioslusofonia.blogspot.com.br/2011/09/saber-matematico-e-cultura-indigena.html

PAIRÉ CAMETAENSE: UMA BELA OBRA EM MATEMÁTICA E ENGENHARIA (não publicado, disponível por e-mail: jbn@ufpa.br)

CONHEÇA MARIA LAURA MOUZINHO LEITE LOPES, UMA DAS PRIMEIRAS DOUTORAS EM MATEMÁTICA DO BRASIL!,
http://encontrodejovenscientistas.com/2015/02/02/conheca-maria-laura-mouzinho-leite-lopes-uma-das-primeiras-doutoras-em-matematica-do-brasil/

NASCIMENTO, J.B., GOMES, S.C. L., MAGNO, C. S. E MOREIRA, A. M. S. , CICLOIDE E BRAQUISTÓCRONA, www.sobralmatematica.org/preprints/preprint_2015_01.pdf, acesso fev/15